Apresentando-se:
Letícia, mas chame de Liro. Quase 16 Já tenho 16, fiz esses dias; música, palavras, vermelho. Livros, cd's, recortar e colar, criar. Bagunça, comida, all star, outonos e primaveras. Desenho, fotografia, lápis de cor. Revistas, sebos, antigüidades. Jardins, coqueiros, rede, tranqüilidade. São Paulo, festa, barulho, cores e formas. Cafuné, carinho, amor, dormir, acordar e dormir mais. Tente entender


O Blog:
Primeira ida à papelaria em mar/08 e até hoje não conseguiu parar de dobrar corações de papel. Pegue um, não se acanhe. E não esqueça de rabiscá-lo, pontos de vista diferentes são sempre bem-vindos.

Agradecimentos:
Getty Images pelas imagens.
Deviant Art Pelos brushes.
PhotoBucket Por hospedar minhas imagens.
Blog Uol Por hospedar meu blog.


Papéis Preferidos:
- Cólica Mental
- Doce Cih
- Verbo-Thaisar
- Felimpropano
- A Falsa Designer
- Caixinha Censurada
- Um Arco-íris de Cores
- Blog da Pê
- Princesa Kakazinha
- Café com leite
- Sweet Lobinha
- Amor (im)perfeito
- Veja bem...
- Sweet Girl
- Blogando com a Nicole
- Drops de Anis
- Bárbara
- Musica, poesia e Blablabla
- Lost Emotion
- A borralheira
- Céu azul e otras cositas
- Pensamentos no Palito
- Madaah
- Amuuh
- Cahanson
- Steeh


Selos:






From Yesterday:

- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008




Contador:



Programação e Pré-conceito

Há alguns dias atrás eu comecei a acompanhar a programação da Tv Cultura, e não me arrependi. Nos dias de hoje, bons programas estão escassos, mas os programas da Cultura têm conteúdo, e o melhor, tem para todas as idades. Minha irmã (e eu) acompanha os desenhos à tarde, e eu assisto alguns programas à noite.
Um dos meus preferidos é Alto-falante. Ele fala sobre boa música, festivais nacionais e internacionais e bandas independentes. Toda Sexta-feira, às 19h e 30min. Também gosto de Almanaque Educação, terças-feiras, às 19h e 30min. Tem também os clássicos Metropólis e Vitrine, que eu não me lembro o horário, fora os outros programas que eu morro de vontade de assistir, mas que eu sempre esqueço.
Estou comentando sobre a Tv Cultura porque, às vezes, parece que a programação é chata, mas não é! Antes de começar a assistir, eu torcia o nariz, agora, assisto sempre que posso.

Pegando carona nesse assunto, nós, muitas vezes, deixamos de fazer ou conhecer algo por meio do pré-conceito. Sim, pré-conceito, porque julgamos algo sem conhecer, e não fazemos questão de saber o que realmente é ou como realmente funciona, para então criarmos um conceito, uma opinião. Quem nunca deixou de ouvir uma banda por achar que ela era igual as outras do mesmo estilo? E quem ouviu e se arrependeu por ter demorado tanto para ouvir? Pois é, e olha que isso não acontece só com música, acontece com tudo, desde comida até pessoas. Quem nunca deixou de conversar com uma pessoa porque fez um pré-conceito dela só por causa da roupa que estava vestindo? Ter pré-conceitos não é tão ruim assim, faz parte do ser humano, mas é bem melhor quando resolvemos não ter medo de experimentar o novo e fazer novas descobertas, transformando o pré-conceito em uma opinião formada. Descubra a vida, viva novas experiências, aprenda coisas novas, sinta-se vivo, é para isso que estamos aqui.

P.S:É amanhãã *____________*~



- Postado por: Liro às 23h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Coisas à toa

Ontem foi a premiação do 18° Prêmio Gazeta De Limeira de Literatura. Fiquei em 2° lugar, fiquei muito feliz, mas também não muito, porque, sinceramente, quem fica feliz com o segundo lugar, sendo que as chances de se ficar em primeiro também eram altas?! Não, mas sério, foi a primeira vez que minha redação saiu da escola, e fiquei feliz por isso, e principalmente entre por ter ficado entre as 5 melhores. Isso me pareceu um pouco contraditório...
O diretor da minha escola não foi, teve que mandar um representante. Eu peguei na mão do prefeito; ele é gente boa, mudei meu conceito sobre ele. Ninguém, fora meus pais e minha irmã, foi me ver receber o prêmio, é, não tive torcida, a não ser a Daiane que gritou pra mim, mas eu achei que ele tinha gritado pra outra menina que ficou em primeiro. E eu não tropecei!

Hoje eu fui ao teatro novamente ver minha irmã dançar no 4° Sarau Litero-Cultural da escola onde ela estuda. Amei. Foi uma graça, aquelas criancinhas pequeninas dançando fantasiadas de palhacinho, e a dança do Sítio do Pica-Pau Amarelo e a Emília... ai, estava tudo muito lindo...

Bem, desculpe a falta de criatividade e é capaz de ter alguns erros de gramática, mas façam de conta que não viram! É só isso por hoje, ainda tenho mil coisas a fazer, e tudo de escola, sabe, às vezes, estudar me estressa hehehehe. Bêjo pro cêis.



- Postado por: Liro às 22h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Ontem e hoje (25 e 26.out) aconteceu o Encontro de Adolescentes com Cristo (E.A.C). Já faz um ano e meio que estou lá, e tenho certeza que esse encontrinho foi o melhor de todos os que já participei, porque me aconteceu tanta coisa nesse mês de outubro que misturou tudo numa coisa só. Nunca senti a presença de Deus tão perto de mim quanto nesses dias, e espero continuar sentindo por muito e muitos anos.
Fiz amizades muitos boas por lá, mas acho que minha missão já acabou. Nunca senti uma certeza tão grande na minha vida, como senti hoje. Declaro aqui, que, o encontrinho foi uma das melhores coisas que me aconteceu, mas como já disse, minha missão acabou, aprendi muita coisa lá dentro que guardarei pra sempre. Acho que Deus tem um plano pra mim agora, talvez uma coisa que eu venho pedido há algum tempo aconteça, ou alguma coisa nova, não sei, só sei que é assim. Não abandonarei o E.A.C, continuarei indo sempre que possível, acho que já deixei algumas sementinhas lá, e isso me deixa extremamente feliz.
Passei por algumas coisas que eu achei que não conseguiria suportar, mas consegui! E me levantei, graças a Deus, sinto que Ele me carregou no colo nessas horas, porque também aconteceu muitas coisas boas. Obrigada Papai do Céu por estar sempre ao meu lado, que o Senhor abençõe a todos vocês, Amém.



- Postado por: Liro às 22h06
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Hoje eu estava revirando umas coisas no meu computador e achei esse texto que eu achei suuper criativo, e como eu não estou muito criativa por esses dias, vou postá-lo aqui. Nesse texto vocês vão aprender aaa...

...COMO IRRITAR SEUS PAIS

- siga-os por todo o lugar da casa.
- diga ''muu'' quando te chamarem.
- finja que tem amnésia.
- fale com eles de costas.
- gire e fique tonto.
- corra pela casa com uma lâmpada nas mãos dizendo ''o sol!! esta morrendo!!''
- corra nas paredes.
- cante bem alto enquanto corre pela casa apenas com roupas intimas.
- tenha ataques nervosos involuntariamente.
- diga que vestir roupas é contra a sua religião.
- finja que é um adorador do demônio.
- fique na frente deles as 4 da manhã com um enorme sorriso e diga ''bom dia brilho do sol!
- tome fôlego bem alto quando estiver rindo e comece a rir ainda mais alto.
- corra em círculos.
- recite um filme inteiro 3 vezes.
- finja que lutou contra si mesmo e se derrotou.
- puxe um fio de cabelo de alguém e grite ''DNA!!''
- deslize por todo o lugar.
- vista uma camiseta que diz ''I'm retarded''
- vista suas calças na cabeça e a camiseta na cintura e diga que é um novo conceito de moda.
- tente arrumar outro jeito de beber algo de um copo.
- cole seu dedo no nariz com super-cola.
- fale com uma caneta.
- tenha amigos imaginários e fale o tempo todo com eles.
- finja ser um índio.
- tente escalar a parede.
- abra a janela e faça um zumbido, fingindo ser um inseto.
- coma sorvete de casquinha, ponha a casquinha na testa e diga que é um lindo unicórnio.
- faça o que eles te disserem.
- fique acendendo e apagando a luz por um tempo. Depois diga ''aaah... entendi!''
- coma seu cabelo.
- coma coisas não comestíveis.
- fique pulando, tentando voar.
- diga que esta imitando seu cachorro e siga-o pela casa.
- segure as mãos deles e diga ''I see dead people...'' 
- quando tomar banho, grite ''estou me afogando!!''
- tente por a cabeça dentro de um aquário.
- perseguir uma cauda imaginaria.
- exija uma linha telefônica própria.
- grite ''mentira!'' pra tudo o que eles disserem.
- finja que tem 346 anos.
- fique de cabeça pra baixo em seu closet.
- finja ser um telefone.
- tente nadar no chão.
- bata na porta deles a noite toda.
- finja que tem múltiplas personalidades



- Postado por: Liro às 23h32
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Troca de listas

O final do ano está chegando e já é hora de começar a fazer a lista de promessas para 2009, certo? Pra mim, não. Há uns três anos atrás eu fazia essa listinha e percebi que eu não cumpria a maior parte das promessas, ou ainda, não cumpria nenhuma delas. Desisti então de fazê-las. De um tempo pra cá, observei que estou em constante mudança, o que era importante pra mim no final do ano passado, hoje, já não tem mais tanta importância, e o que eu nem imaginava querer, hoje, está na minha lista de desejos, mas que amanhã já pode mudar novamente. A única coisa que eu faço, que aprendi com minha professora, é uma lista de sonhos, não de promessas, pois promessas soam como algo muito formal. Cada vez que eu quero alguma coisa, vou acrescentando nessa lista, pode ser algo bizarro ou algo de extremo valor, alguns desses sonhos já estão perdidos, mas continuam lá, quem sabe um dia eu volte atrás, outros já foram realizados, e é uma força para que eu consiga realizar os outros que ainda estão na "lista de espera".

Pauta para a Capricho (y)



- Postado por: Liro às 22h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Do defeito ao "efeito"

Desde que me conheço por gente deixo as coisas pra última hora. Tenho uma amiga que as coisas dela sempre estão em ordem, anota tudo num caderninho, seus trabalhos escolares estão prontos, no máximo, dois dias antes de ser entregue, e eu a admiro por isso, porque minhas coisas nem sempre estão em ordem, anoto tudo em folhas avulsas (quando anoto) e meus trabalhos estão prontos, no minimo, 7 horas antes de ser entregue.
Já tive muitos problemas por deixar tudo de última hora. Lembro de uma vez que paguei mais caro num presente por deixar pra comprar no último minuto, já tive que ir pra escola com o uniforme úmido porque fui deixando em vez de ir lavar de uma vez, já aconteceu muita coisa por causa dessa minha "mania". Mas também aprendi uma coisa, que julgo importante: aprendi a improvisar. Como tudo é pra última hora, sempre tenho que ter um bom argumento e, às vezes, tem que se pensar rápido e é como diz meu professor: "faça do defeito um efeito (um diferencial)" e foi isso que eu fiz. Algumas poucas vezes as ocorrências não dão muito certo, mas meus trabalhos não são os piores por serem feitos de última hora, e meus passeios não dão errado por não serem programados com antecedência, então já desisti de tentar mudar essa mania que minha mãe vive chamando de defeito, mas que eu transformei em "efeito".

Pauta para o TDB (Y)



- Postado por: Liro às 21h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Bem pra alma

Cada um tem uma "lista" das coisas perdoáveis e não perdoáveis. Pra mim, praticamente tudo é perdoável, só preciso de um bom motivo pra entender o erro e de algum tempo para digeri-lo, porque são poucas as vezes em que se consegue perdoar logo de cara. É mais fácil desculpar alguém que não gostamos, do que desculpar alguém querido, ainda mais quando o mesmo erro começa a ser frequente, e o que já era difícil, passa a ser dificílimo. Ouvi dizer que, mesmo quando se perdoa, é quase impossível de esquecer o que houve, e então fica a pergunta: Vale a pena perdoar?Se você ama, você perdoa, mesmo quando se está machucado. Até porque, perdoar não é esquecer e não tem limite; perdoar é um grande alívio que vem lá de dentro da alma (isso se o perdão for realmente verdadeiro), mesmo com todas as dificuldades. Perdoar faz bem pra alma e deixa o coração mais leve e feliz.

Pauta para a Capricho (y)



- Postado por: Liro às 15h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Correndo Atrás do Sonho

Escolher entre vocação e oportunidade não é uma tarefa fácil, é quase como viver um sonho ou apenas existir. Viver um sonho é arriscado; apenas existir é tediante.
Quando corremos atrás do que queremos ser, há quem diga que é uma loucura. Coisa sem futuro. Mas não há nada melhor do que imaginar o futuro fazendo o que se gosta.
Por outro lado, precisamos estar estáveis e sonhos não realizados não nos dá essa estabilidade. É nesse ponto que as oportunidades chegam, e oportunidades são únicas, seria um disparate perdê-las, mesmo quando elas nos afastam de nossa vocação, de nosso sonho.
Muitas pessoas não tem condição de fazer o que se gosta, pois a vida não é fácil e elas têm que se sustentar e também a família. Nesse caso, a oportunidade vem sempre "a calhar", principalmente se acompanhada de um bom salário.
Entretando, vocação e oportunidade se complementam, afinal, não há como ter a vocação se não surgir uma oportunidade; e pouco adianta ganhar uma oportunidade sem ter habilidade para aproveitá-la.
Mas, se já temos o dom, fazer surgir uma oportunidade não será tão difícil quanto escolher entre viver e existir, questão que, diga-se de passagem, já tem uma escolha: viver! Pois não há nada mais gratificante que realizar um sonho, mesmo com tantas dificuldades para alcançar o objetivo, até porque, se fosse fácil alcançá-lo, sonhar não teria mais graça e viver se tornaria tediante.

-----

Essa é minha redação que concorreu no 18º Prêmio Gazeta de Limeira de Literatura. Ela ficou entre as cinco melhores, agora é só esperar o dia 28 pra ver em qual posição fiquei. Feliz e saltitante por ter conseguido chegar aqui. Todos nossos sonhos e vontades podem acontecer, é só seguir em frente e nunca desistir.



- Postado por: Liro às 22h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Só sei que nada sei

Quando eu era criança, lá pelos 10, 11 anos, eu só pensava em crescer. Queria ter logo 15, 16, 17, 18 anos. O tempo passou, e hoje, eu tenho 15 anos (quase 16) e sinto saudade da minha época de criança. Hoje, já não quero mais crescer, quero ter 15 anos pra sempre! Às vezes tenho medo de crescer, medo de assumir responsabilidades. Queria ser independente, hoje, o que eu mais quero é depender de alguém, quero me esconder nas asas de alguém.
Quando eu era criança, queria ser estilista, depois quis ser enfermeira. Já quis ser professora, psicóloga e até cientista. Hoje, não sei mais o que quero ser. Tenho dúvidas. E muitas delas. Eu não sei o que quero ser quando crescer, mas na verdade, eu não quero crescer.

(...)
Tudo fora por todos
Brincaram, mas enfim
Ficaram entre as sombras
Das áleas apertadas
Só eu, e eu sem mim.
[Fernando Pessoa (26/07/1930)]

P.S: Geente, amei todos os comentários do post passado, de verdade. Respondi a todos, quem deixou o blog, no blog, quem não deixou, é só ver os comentários que a resposta está lá, okey? Se por acaso eu não aparecer em algum blog, é porque meu pc, que tem vontade própria, não abriu os comentários, certo? ;*



- Postado por: Liro às 23h18
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Simplesmente Simples

Eu sou Católica e participo de um grupo de jovens lá da igreja, mas isso não é importante agora, era só pra dar uma introdução ao meu texto.
Continuando. Hoje eu fiquei conversando com uma menina que sempre fica sozinha lá, a gente se encontro na porta, eu estava esperando uma amiga e ela, um amigo, por fim nenhum dos dois apareceu e nós ficamos conversando. Ela é um amorzinho,ela é beem simples, não vai toda emperequitada como as outras garotas e nem é das mais bonitas (por fora), talvez por isso ela seja uma graça.
Conversa vai, conversa vem e ela me fala que gosta de um garoto de lá do Encontrinho. Esse menino também não é um dos mais desejados de lá, o que me deixou supresa ...e feliz! Não, não fiquei feliz por "uau, uma concorrente a menos", mas pela simplicidade e pelo jeito de como ela falou.
A garotinha falou de um jeito tão inocente e ela confiou em mim! Ela contou pra minha pessoa de quem ela gostava, e isso foi importante pra mim, sério.
Sabe, hoje eu aprendi a simplicidade do amor. Ele não precisa de muitas coisas, apenas de um espaço para existir. Não precisa ter muito dinheiro, ou vestir roupas de marca. O amor, hoje, me deixou totalmente sem palavras

-------

Não sei o que vem acontecendo comigo, ando tão romântica. Oh céus! Onde está a velha Letícia?! Sinto falta daquela pessoa irônica e que responde todo mundo. Se alguém a achar, me avisem?

Meu texto saiu na Capricho! Quando vi, saltitei de alegria e o povo da rua deve ter me achado louca, mas enfim... Comprem a Revista! xD

Peguei um livro de Fernando Pessoa pra ler, e estou gostando. Quero ter Heterônimos também! hahaha. Então, como estou na semana "Fernando Pessoa" em cada post vou colocar um trecho de alguma poesia dele. O primeiro, claro, vai ser o que eu mais gosto (e o único que sei recitar):

"Não sou nada,
Nunca serei nada,
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."

[Fernando Pessoa - Tabacaria (1928)]



- Postado por: Liro às 00h49
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Dramatizando sem muito drama

Toda mulher tem um pouco de Meredith, umas mais e outras menos, mas todas tem aquela essência da dramaticidade, principalmente na TPM.
E eu, como mulher, também gosto de dramatizar as coisas. Não saio por aí contando meus problemas pra meio mundo e me jogando no fundo da fossa, dramatizar não é isso. Quando eu dramatizo meus problemas faço aquela carinha de cão sem dono e aumento minhas desilusões (quase sempre amorosa) em dez vezes, isso acontece porque preciso de carinho dos amigos, da mãe, do pai, das tias...Meu problema sempre será maior que os dos outros, isso pode soar egocêntrico, mas não existe medidor de problemas, cada um tem sua prioridade, mas às vezes é legal ouvir e ajudar os outros com os problemas, mesmo não entendendo muito bem o ponto de vista. Entretanto, quando a pessoa coloca ela mesma e seus problemas no centro de todas as conversas, se achando a vítima de tudo, fica chato, porque também é preciso ver o lado meio cheio da xícara. Dramatizar é gostoso, mas nem sempre, às vezes cansa, a nós mesmos e aos outros.
E é como a Meredith mesmo disse: " Nós gostamos de sofrer, está na nossa essência. Se não fosse assim, não nos sentiriamos vivos."

Pauta para a Capricho (y)



- Postado por: Liro às 13h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Uaaau! Quanta polêmica só porque eu dei minha opinião! Acho que se eu falar tudo o que eu penso eu estou "ferrada". hahahaha
Como gosto das coisas explicadas nos seu mínimos detalhes, vou tentar mais uma vez: Eu não acho certo o homossexualismo, vai contra os meus princípios, mas eu respeito a opção sexual de todo mundo. Eu conheço duas meninas que são homo, e converso com uma delas normalmente, eu só não acho certo. Uma comparação idiota: minha amiga ama pagode e eu não gosto, mas nem por isso ela deixa de ser minha amiga.

Agora esse assunto já deu o que tinha que dar.

Esse final de semana eu vi mais cenas de morte do que em toda minha vida! Calma, é que eu assisti a dois filmes. Um deles é Tropa de Elite, sim, eu nunca havia assistido. Não gostei. Tem muitas cenas de tortura, e eu não gosto de ver coisas desse gênero, por isso passo longe de Jogos Mortais.
O outro é Sweeney Todd - O barbeiro demoníaco da Rua Fleet, eu queria ter assistido no cinema, mas não chegou aqui na minha cidade, sério. O que posso falar do filme? Combinação de Tim Burton + Jhonny Depp = filmes magavilhosos. É um musical, e Jhonny canta muito bem, eu queria contar um pedaço, mas acho que ninguém (além de mim) gosta de saber o final dos filmes, e se eu falar um pedaço estraga a surpresa.

Vocês viram, eu mudei um pouco o template ali do lado. Bem, na verdade eu espero ter consigo mudar, caso não tenha nada de diferente, ignorem essa parte do post. Tentei mudar, mas não consegui, alguém ajuda?? hehehe.

Aaah... passei em todos os blogs, teve alguns que eu não consegui comentar, mas olhei todos eles, okeey?



- Postado por: Liro às 21h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




No último post eu recebi um comentário que me deixou intrigada. Depois reli o meu texto e percebi que realmente ele parecia ser preconceituoso, então resolvi explicar-me.
Eu não sou a favor do homossexualismo, mas isso não significa que eu vá tratar mal alguém que escolheu essa opção, afinal, também é um ser humano e merece todo o respeito. Acho que preconceito não é quando você não aceita, e sim, quando ignora, maltrata ou humilha aquela pessoa "diferente". Continuo não aceitando o homossexualismo, no meu ponto de vista não é certo, mas isso não significa que eu não possa ter amizades com homossexuais, se um dia uma de minhas amigas chegar e falar que virou gay, eu simplesmente vou falar um monte pra ela, mas depois vou aceitar e continuar a amizade, porque o caráter dela com certeza não mudaria; e ainda, eu a defenderia se alguém a tratasse mal, porque antes de tudo ela é um ser vivo. Expressei-me mal, eu sei disso, mas estou aqui para pedir desculpas se ofendi alguém, e espero ter deixado bem claro o meu ponto de vista.



- Postado por: Liro às 20h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Trocando as Bolas

Sou meio antiquada. Na verdade sou muito meio antiquada. Acredito que mulher deve se casar com homem, e homem com mulher, sem variações, nada de homem com homem nem mulher com mulher, isso vai contra os meu principios. Imagine, então, como é receber a notícia que uma mulher que você admira vai de encontro com seus principios e resolve se casar com uma mulher. Imaginou? Pois é, estou falando de Lindsay Lohan, a LiLo, do (maravilhoso) filme Sorte No Amor. Quando soube que ela estava namorando uma mulher fiquei pasma, não acreditei, mas agora já caiu a ficha que esse relacionamento é real. Não acredito que ela tenha feito isso pra aparecer na mídia, senão ela já teria aparecido com essa há muito tempo, acho que ela realmente ficou louca! Concordo que a crise de homens está afetando toda a população feminina, mas isso não é motivo, afinal, ela é linda e rica. Dizem por aí que ela teve um relacionamento com um dos integrantes do McFly, quem aí trocaria um deles por uma mulher? Mas agora vem o xeque-mate: ela vai casar e ainda quer ter filhos, daí você se pergunta como, e eu respondo, o irmão da Sam doaria espermatozóide. E então, eu, com toda minha "antiquadariedade", me pergunto, se o pai vai ser o irmão de Sam, porque Lindsay não resolve se casar com ele de uma vez?! Ok, ok, foi muita ignorância da minha parte, mas bem que elas poderiam pelo menos adotar alguma criança, e não colocar mais uma no mundo.

Pauta para o TDB (y)

P.S: Sobre o post passado, eu ainda não recebi nenhum e-mail, e o anúncio não é para um namorado, e sim, para um par pra dançar Valsa comigo no casamento de uma amiga mui querida.
P.S¹: Ainda estou aceitando e-mail's :D



- Postado por: Liro às 00h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________